Avançar para o conteúdo principal

Lutemos pela nossa liberdade!





 Há 40 anos por esta hora o saudoso Salgueiro Maia já estava a pensar em dar o primeiro passo rumo à revolução dos cravos...

"Há o estado do país e o estado a que chegamos...quem quiser que se junte a mim" foram mais ou menos estas as palavras que este capitão de abril proferiu e consigo levou centenas de militares para derrubar um regime fascista que oprimia tudo e todos. 



À conta disso o meu pai perdeu o rasto a dois primos (certamente mortos pela PIDE) e um tio da minha mãe foi obrigado a fugir para o Brasil e nunca mais soubemos nada dele. Era assim naquele tempo...não se podia falar contra o regime, tinha de se ter uma licença para andar com um isqueiro, o pão era racionado, entre outros bens alimentares, entre outras barbaridades que hoje, passados 40 anos, já estão de novo em acção por parte de uma cambada de desgovernantes que já nos comeram a carne toda, agora que roam os ossos!

Vivemos em pleno regime de ditadura camuflado de democracia, somos governados por politicas autoritarios "quero, posso e mando" e não é com manifestações que vamos lá---so de pensar que ainda temos de levar mais dois anos com estes maltrapilhos salta-me a tampa, salta me tudo --- só com uma nova revolução este país saia do abismo em que caiu mas nao vejo ninguém com eles no sitio para dar os passos que deram os saudosos e corajosos capitães de abril!!!! 



Os direitos pelos quais tao arduamente lutaram os nossos antepassados já se estão a perder a cada dia que passa (será que ainda resta algum?) e o que mais me irrita é o mundo cor de rosa no qual vivem os politicos de barriga cheia. Para eles o desemprego diminuiu - pudera com a quantidade de jovens que foram obrigados a deixar para trás familiares e amigos em busca de um futuro que Portugal não lhes pode dar, outros já não estão inscritos no centro de emprego porque perderam o direito ao subsidio - o PIB até vai aumentar - não sei é como - e os cortes continuam sempre nos bolsos dos mesmos. daqueles que trabalham no duro diariamente enquanto outros se passeiam que nem pavões.


Por aqui não há lei que puna a corrupção, essa sim responsavel pelo estado a que chegamos, e somos obrigados a pagar por uma crise que nao criamos. Curiosamente no meio disto tudo o Estado continua a renovar a sua frota automovel quando há familias ja sem tecto, a viver na rua ou em casa de familiares, milhares de pessoas so comem uma refeiçao por dia em instituições de caridade, à crianças que vao para a escola de barriga vazia, nunca faleceram tantos idosos como agora porque a saude publica já não existe, tudo se paga e muitos têm de optar entre comer ou comprar medicação. A pobreza escondida é gritante e muito dificil de controlar, já não há classe média e com isso só existem os pobres e os ricos, ou mesmo milionários porque à quantidade de topos de gama que vejo por aí a crise não é mesmo para todos.

BASTA! ACORDA POVO ANTES QUE SEJA TARDE DEMAIS! FAZ TE À LUTA! UNE A TUA VOZ AOS DOS DEMAIS! PARTE PARA UMA REVOLUÇÃO PORQUE EU ESTOU PRONTA PARA ESTAR NA LINHA DA FRENTE! LEMBREM-SE QUE SE ELES LÁ ESTAO FOI PORQUE ALGUEM OS COLOCOU LÁ (EU NÃO) E PARA DE LÁ SAÍREM BASTA O POVO JUNTAR-SE NA RUA, COM O APOIO DOS MILITARES, E DAR CABO DESTE REGIME DE UMA VEZ POR TODAS! JÁ NÃO SE AGUENTA MAIS!

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Marcas portuguesas de roupa, acessórios, calçado e lingerie

Porque o que é Nacional é bom (este sempre foi um dos meus lemas, lutar e diovulgar aquilo que de melhor se faz no nosso país) andei a fazer uma pesquisa intensiva na internet e deparei me com todas estas marcas portuguesas, na sua maioria expandidas além-fronteiras. Grande parte já conhecia mas outras não e fiquei admirada pela qualidade e beleza das suas coleções. Claro que existem muitas mais mas o post já estava a ficar muito extenso e então selecionei apenas estas! Afinal nós somos muito bons no que fazemos...temos é deixar de lado aquela mentalidade de "coitadinhos" e arriscar, seguir em frente, sem nunca olhar para trás. Estas marcas são a prova disso mesmo. Resultaram do arrojo de pessoas como nós que tinham um sonho e lutaram por ele. Hoje são um caso de sucesso. Uma vénia e aplausos para todos os seus responsáveis. 
No topo das minhas preferências está a One, Lanidor, Salsa, Tiffosi, Parfois...fiquei surpreendida e completamente rendida à Sonne Butti, Scripta, Ria…

Feira de Artesanato de Vila do Conde 2016

Wonder Laces - mais um exemplo do que bem se faz em Portugal

Nasceu para dar uma nova vida às sapatilhas que temos em casa, desafiando - através de aplicações - a criatividade e o estilo pessoal de cada um, de uma forma simples e económica. Chama-se WONDER LACES e é a primeira empresa portuguesa a dar resposta a uma nova tendência de moda estilizada. A WONDER LACES tem à frente Madalena Ruão Garcez, fundadora e gestora da marca que criou em Março deste ano. A responsável explica que a ideia surgiu pelo facto de ser uma apaixonada pelo mundo da moda e que, após um estudo de mercado, descobriu que não havia, em Portugal, nenhuma marca que disponibilizasse aplicações para calçado: “Perante a nova tendência de moda com recurso a aplicações, percebemos que existia uma lacuna no mercado português, uma vez que, não existia nenhuma marca com acessórios para sapatilhas. A WONDER LACES surge com esta missão e com o intuito de dar uma nova vida, não só, às sapatilhas, mas também, ao calçado em geral, de uma forma criativa, prática e económica. Atacadores, …