sexta-feira, 20 de abril de 2012

Ao meu Deus


Amar, brincar, dançar
Rir até não poder mais
Deixar-me levar pelas emoções
Sem medo de me perder
Estender a mão a um amigo
Sem pedir nada em troca
Deixar o sol brilhar
Num gesto sentido
Em sonhos vibrantes
Dando graças diárias
Em pequenos gestos sentidos
E em benções iluminadas
Deus é o meu suporte
Conto com ELE para me guiar
Não só nas horas más
Mas também nos bons momentos
Agradecendo-lhe cada graça concedida
E também cada mágoa passada
Só assim podemos crescer
Encarar a vida com outros olhos
Irradiar luz interior
Estar de bem com a vida

Susana Cardoso

Força e coragem


Quantos obstáculos ja derrubei
Mas nunca me fui abaixo
Sempre encontrei forças escondidas
Energia positiva para me livras das más vibrações
A vida continua a mostrar-me provações
Mas sei que tenho de passar por elas
Porque assim só ficarei mais forte
A paz de espírito nunca a perdi
Tal como as minhas ideias e convicções
Fiel aos meus princípios
Vou subindo cada degrau
Certa de que a vitória está nas conquistas diárias
Nos momentos mais simples
E na beleza natural das coisas e pessoas
Sou dura como uma rocha
Com a coragem de um leão
E a força de uma conquistadora
Isto ninguém me tira
E se crio invejas por aí fora
É porque realmente tenho valor
Não sou de falsas modéstias
Sei das minhas qualidades
E também das minhas fraquezas
Não sou perfeita
Mas sou única
Tal como cada ser humano
Tento fazer o melhor para mim e para os outros
Entrego-me ao amor em todas as suas formas
Apoio quem realmente gosta de mim
Aos que me querem mal
Só tenho uma coisa a dizer
"O que não me derruba só me torna mais forte"
A inveja é um sentimento muito feio
Corrói por dentro e consome o invejoso
A esses é melhor dar ao desprezo
Devo sim valorizar quem gosta de mim
Quem me dá o real valor
Esses merecem tudo de mim
Quanto aos restos não preciso deles
Já sou feliz com as estrelas do meu céu!

quinta-feira, 19 de abril de 2012

Pode o Céu Ser Tão Longe (Pedro Abrunhosa)

Outro poeta...mas da música!!!!
 
 
 
Vesti a luz do teu nome
E chamei-te pela noite,
Entraste no meu sono
Como o luar entra na fonte.
Trazes estórias e proezas
Dizes que tens tanto pr'a me dar,
Deixas sombras, incertezas,
E partes sem nunca me levar.
E de repente
Um mar sozinho,
Ninguém na margem
Ninguém no caminho,
Tão frio.
E o teu beijo
Mata-me a distância,
Ninguém tão perto
Pode o que o beijo alcança,
E o meu corpo chora
Quando o teu vai embora,
Porque o teu mundo
É tão longe,
Tão longe,
Pode o céu ser tão longe.
Tão longe,
Tão longe,
Se a tua voz vive em mim.Há um deserto que fica,
Sou um capitão sem barco,
E quando vens pela bruma
Acendem-se estrelas no quarto.
E dizes:
"Trago a luz das sereias,
Trago o canto da tempestade".
E como o vento na areia
Deitas-te em mim feita metade.
E de repente
Um mar sozinho,
Ninguém na margem
Ninguém no caminho,
Tão frio.
E o teu beijo
Mata-me a distância
Ninguém tão perto
Pode o que o beijo alcança,
E o meu corpo chora
Quando o teu vai embora,
Porque o teu mundo

É tão longe,
Tão longe
Pode o céu ser tão longe.
Tão longe,
Tão longe
Se a tua voz vive em mim.

Canção do Dia de Sempre (Mário Quintana)

Um dos meus poetas preferidos!!!

Tão bom viver dia a dia…
A vida assim, jamais cansa…
Viver tão só de momentos
Como estas nuvens no céu…
E só ganhar, toda a vida,
Inexperiência… esperança…
E a rosa louca dos ventos
Presa à copa do chapéu.
Nunca dês um nome a um rio:
Sempre é outro rio a passar.
Nada jamais continua,
Tudo vai recomeçar!
E sem nenhuma lembrança
Das outras vezes perdidas,
Atiro a rosa do sonho
Nas tuas mãos distraídas…

Revolução precisa-se!



Sim, tenho um espírito rebelde e revolucionário que, agora, mais do que nunca, está à flor da pele. Nunca o país chegou ao estado atual! As medidas de repressão são diárias, é só cortes e mais cortes, falam em apertar o cinto mas já não se aguenta mais… a miséria aumenta a cada dia que passa, em especial a pobreza escondida que é das mais difíceis de combater, a precariedade no trabalho através dos falsos recibos verdes alastra de uma maneira assustadora junto da classe jovem, os idosos são abandonados à sua sorte, muitos já não têm dinheiro para pagar a sua medicação mensal, o aumento das taxas moderadoras na saúde são gritantes, as instituições sociais têm cada vez mais crianças sob a sua alçada, as reformas antecipadas estão congeladas até 2015, os principais valores vão-se perdendo...e tanto mais que poderia ser escrito sobre o estado a que isto chegou, tal como disse há 38 anos (assinalados no próximo dia 25 de abril) o saudoso Salgueiro Maia, um dos grandes impulsionadores da Revolução de Abril.
No meu entender, é preciso uma outra revolução, alguém que diga "basta" para uma reviravolta de 180 graus na forma como a sociedade é governada. A maioria dos portugueses queixa-se e queixa-se só que não faz nada. Perdeu-se o princípio da união, porque juntos somos uma força. Muitos esquecem-se disso por medo de represálias ou porque, simplesmente, não estão para se chatear com batalhas que pensam não ser suas. Como estão enganados porque se o povo não fizer nada não sei onde isto vai parar…afinal estamos ou não numa democracia?
De minha parte, sempre irei tentar demonstrar a minha revolta, quer pela escrita, por um simples discurso ou pela participação em manifestações em defesa dos direitos readquiridos depois do 25 de Abril de 1974 que, infelizmente, a pouco e pouco, estão ser retirados de uma forma atroz. Por isso peço a todos: levantem-se, ergam as mãos e dêem o vosso grito de revolta. Já dizia Martin Luther King, pastor evangélico que lutou em defesa dos direitos sociais para os negros e mulheres, combatendo o preconceito e o racismo: "O que mais me preocupa não é o grito dos corruptos, dos violentos, dos desonestos, dos sem caráter, dos sem ética. O que mais me preocupa é o silêncio dos bons."

terça-feira, 10 de abril de 2012

Pedras no caminho

Um dos mais belos poemas de Fernando Pessoa



"Posso ter defeitos, viver ansioso e ficar irritado algumas vezes, mas não esqueço de que a minha vida é a maior empresa do mundo. E que posso evitar que ela vá à falência.
Ser feliz é reconhecer que vale a pena viver,
apesar de todos os desafios, incompreensões e períodos de crise.
Ser feliz é deixar de ser vítima dos problemas e se tornar um autor da própria história.
É atravessar desertos fora de si, mas ser capaz de encontrar um oásis no recôndito da sua alma.
É agradecer a Deus a cada manhã pelo milagre da vida.
Ser feliz é não ter medo dos próprios sentimentos. É saber falar de si mesmo. É ter coragem para ouvir um "não".
É ter segurança para receber uma crítica, mesmo que injusta...
Pedras no caminho? Guardo todas, um dia vou construir um castelo."

quinta-feira, 5 de abril de 2012

Revolta

Perdem-se os valores
vão-se os princípios
este é o estado
a que chegou a Nação!

Há muitas vozes do contra
mas poucas dão o seu grito
ai meu rico Portugal
... o que será feito disto?

Entre a miséria escondida
e o caos na sociedade
poucas coisas nos restam
para gritarmos liberdade!

Não queremos de volta
os tempos do fascismo
onde tudo era proibido
e caímos no abismo!

É hora do povo sair para a rua
lutar pelos seus direitos
contra este regime de opressão
que nos deixa insatisfeitos!

Não calem a vossa revolta
sejam firmes na luta
mantenham a esperença
em que tudo isto resulta!

Não se deixem influenciar
por opiniões alheias
mantém-se fiéis
às vossas ideias!

A democracia está a perder-se
mas o poder está nas nossas mãos
temos todos de nos unir
em prol da nossa nação!

Basta de precariedade
de corruptos e opressores
chega de barbaridades
neste mundo de roedores!

Queremos manter-nos firmes
às nossas convicções
pelo menos esta riqueza
não nos é levada pelos ladrões!

Susana Cardoso, 3 de Abril de 2012
 
 
Luta e criatividade

Fecha-se uma porta
abre-se uma janela
saem metas do caminho
entram sonhos renovados
calejada pela vida
nunca desisto de nada
lutar até à exaustão
esse é o meu lema
... sem nunca cruzar os braços
enfrento cada batalha
porque mesmo se não vencer
saberei que pelo menos lutei
não me acomodei às circunstâncias
e procurei dar o primeiro passo
dar azo à minha criatividade
da-me uma enorme satisfação
longe das preocupações
apenas eu e o pincel
tentamos dar luz a um objecto
e em todas as minhas obras
há um pedaço de mim que fica
uma história materializada
para depois ser contada!
 
Susana Cardoso

A ressureição de Jesus nos nossos corações!




A Páscoa, uma das celebrações mais importantes para os cristãos, relembra-nos o papel determinante de Jesus nas nossas vidas. Mesmo com a pluralidade de religiões existentes, as quais merecem o meu respeito, à excepção de algumas onde o fanatismo dá lugar à violência – o que eu não compreendo e repudio - todas acabam por ter o seu próprio Deus, a quem adoram e idolatram. No Cristianismo, Jesus é uma força viva que se mantém presente nos nossos corações, inundando-nos de amor pelo próximo e entre a celebração da sua ressurreição, três dias depois da sua morte por crucificação, fica a certeza de que nunca estamos sós. Nos momentos de maior tormenta ou de glória Ele está connosco a ajudar-nos a ultrapassar cada obstáculo e a felicitar-nos por mais uma batalha vencida.
Aqui não podia deixar de falar no célebre poema “Pegadas na areia”, escrito em 1964 pela canadiana Margaret Fishback Powers que, além de ser uma crente convicta, mantém um ministério internacional voltado para a evangelização de crianças.”Muita gente pensa que é fruto apenas da minha criatividade. Porém, para mim, o poema foi uma experiência bem real, composto num momento de grandes expectativas e poucas certezas na minha vida”, disse a autora. A quem não o conhece aconselho vivamente a ler, porque tem inspirado e confortado milhões de pessoas há quase meio século. Para tal cito a última passagem: “(…)Meu querido filho jamais de deixaria nas horas da prova e do sofrimento. Quando viste, na areia, apenas um par de pegadas, eram as minhas. Foi exatamente aí que peguei em ti ao colo”.
É este amor tão puro e verdadeiro que nos liga a Jesus Cristo mas não devemos apenas pedir-lhe auxílio quando nos deparámos com problemas. Devemos sim agradecer-lhe a cada dia por estarmos vivos e com saúde. Quer nos bons ou maus momentos o nosso pensamento tem de estar com Ele…e como sabe bem chegar a uma igreja ou ajoelhar-nos perante uma imagem e ficarmos durante minutos num importante elo de ligação com tamanha força superior. Dá-nos paz de alma e espírito, tranquiliza-nos e, por vezes, tal como já me aconteceu, somos levados pela emoção. Mas são lágrimas de felicidade por termos no nosso coração tão magnífico ser.

Susana Cardoso

AQVA, dermacosméticos com água termal portuguesa

Tal como acontece com outras instâncias termais internacionais - de que são exemplo a Avene, Vichy, La Roche Posay e a Uriage - também as T...