quinta-feira, 1 de maio de 2014

Um guerreiro também precisa de descanso...




Quem me conhece verdadeiramente, e felizmente são muitos, está-me sempre a dizer "tu és uma guerreira, não te vás abaixo". Sim sinto-me uma guerreira de luz, essa é a minha missão na terra, mas confesso que, por vezes, precisava apenas de paz e sossego...de descansar...deixar o escudo e a espada de lado por momentos...e ir para um local sem destino, onde possa retemperar energias. São muitos anos de luta porque nunca nada me caiu do céu e orgulho me disso, desta minha capacidade de enfrentar os obstáculos mas como diz na frase acima "um sorriso não diz que está tudo bem". Essa é uma das minhas armas para não preocupar quem gosta de mim e também para não dar aquele "gostinho" aos invejosos e falsos. "Quando estamos bem devemos sempre mostrar o contrário e vice-versa", um dos conselhos da minha sábia avó que já partiu e muito me ensinou. Mas, às vezes, torna-se dificil esconder aquilo que nos vai na alma e temos de desabafar nem que seja para o papel.
Não sou de me fazer de vítima só eu própria possa derrubar as barreiras que me aparecem pela frente. Sei que isto não está fácil para ninguém (era bom que estivesse) mas como uma revoltada e desalinhada por natureza há muita coisa que me enfurece e, então, quando toca aos meus o caldo fica mesmo entornado.
Sou uma espalha-brasas porque sem ter duas caras digo o que penso e sinto sem medo de represálias...afinal quem faz isto não pode ser condenado...não nasci para agradar a ninguém nem causar boa impressão...sou eu própria com os meus defeitos e qualidades...e com uma historia de vida que dava para um livro. Talvez um dia pense nisso...porque também seria uma forma de ajudar os outros que já passaram ou estão a passar por situações com as quais me deparei...na altura fui abaixo, cai, mas depressa me levantei porque há que arregaçar as mangas e encarar de frente os problemas na procura de soluções.
Mas também se tudo fosse fácil nesta vida teria o mesmo sabor? Acho que não...temos de passar por muita coisa para crescer, amadurecer e encarar a vida com olhos de ver.
Aliás a minha veia artística permite-me ter um pouco dessa capacidade (ainda sou uma aprendiz ao pé de grandes talentos nacionais e estrangeiros) porque todos os artistas, seja em que área for, são dos mais revoltados na sociedade, envolvem-se em causas sociais e exprimem isso mesmo atraves do seu trabalho, tanto em músicas, como em pintura e por aí fora. Temos uma loucura dentro de nós, umas vez saudavel, outras nem tanto, mas está lá e somos diferentes...essa é a grande ousadia dos artistas. Não vão em rebanhos, pensam pela sua propria cabeça e mostram isso mesmo ao mundo, deixando verdadeiros legados para a posteridade. E também eles travam batalhas pois, por vezes, ouvem nãos e têm de arranjar forma de dar a volta por cima, começando por acreditar cada vez mais em si próprios.
Só que um guerreiro também precisa de descanso...

Sem comentários:

Enviar um comentário

AQVA, dermacosméticos com água termal portuguesa

Tal como acontece com outras instâncias termais internacionais - de que são exemplo a Avene, Vichy, La Roche Posay e a Uriage - também as T...