Avançar para o conteúdo principal

São Valentim - a história para lá do consumismo




O Dia dos Namorados aproxima-se a passos largos e com ele toneladas de consumismo. É bom para a economia, é claro, mas eu sinceramente, apesar de ser muito romântica, nunca liguei a estas datas previamente definidas. Para mim este dia, em que se celebra o amor e a morte do mártir de seu nome Valentim, é celebrado todos os dias do ano, com pequenos gestos, atitudes, surpresas, miminhos, palavras de ternura, carinho, respeito, paixão. 
Confesso que ainda faltam alguns dias e já me cansa olhar para as montras das lojas (eu sei que sou uma desalinhada por natureza mas tenho orgulho nisso). Podem-me chamar de louca (lololol) mas eu sou mesmo assim, tenho a minha própria forma de pensar que para muitos pode ser considerada estranha...

No meu ponto de vista, há aqueles que aproveitam esta data para se redimirem do que não fizeram durante o ano; outros que só porque fica bem tratam de arranjar um banquete ou até mesmo uma estadia num hotel cinco estrelas - como se isto desculpasse alguma coisa. 

Claro que também há os que simplesmente comemoram o amor puro, único e verdadeiro. Eu só tenho de respeitar as opções de cada um mesmo que para mim este seja um dia igual aos outros, onde tem mais importância a história por detrás desta data. E tenho a sorte de ao meu lado ter o maior tesouro do mundo que pensa exatamente como eu :-)

Para quem não conhece a história do bispo romano aqui fica um breve resumo:
O Imperador Cláudio II durante seu governo , proibiu a realização de casamentos no seu reino, com o objetivo de formar um grande e poderoso exército. Cláudio acreditava que os jovens, se não tivessem família, iam alistar-se com maior facilidade. No entanto, um bispo romano continuou a celebrar casamentos, mesmo com a proibição do imperador. Seu nome era Valentim e as cerimonias eram realizadas em segredo. A prática foi descoberta e Valentim foi preso e condenado à morte. Enquanto estava preso, muitos jovens atiravam flores e bilhetes dizendo que os jovens ainda acreditavam no amor.. Valentim foi decapitado a 14 de fevereiro de 270
O dia 14 de fevereiro, festa do santo, é considerado, em muitos países, como o dia dos namorados. Mas no Brasil, este é um dia comum e o dia dos namorados é comemorado a 12 de junho.

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Marcas portuguesas de roupa, acessórios, calçado e lingerie

Porque o que é Nacional é bom (este sempre foi um dos meus lemas, lutar e diovulgar aquilo que de melhor se faz no nosso país) andei a fazer uma pesquisa intensiva na internet e deparei me com todas estas marcas portuguesas, na sua maioria expandidas além-fronteiras. Grande parte já conhecia mas outras não e fiquei admirada pela qualidade e beleza das suas coleções. Claro que existem muitas mais mas o post já estava a ficar muito extenso e então selecionei apenas estas! Afinal nós somos muito bons no que fazemos...temos é deixar de lado aquela mentalidade de "coitadinhos" e arriscar, seguir em frente, sem nunca olhar para trás. Estas marcas são a prova disso mesmo. Resultaram do arrojo de pessoas como nós que tinham um sonho e lutaram por ele. Hoje são um caso de sucesso. Uma vénia e aplausos para todos os seus responsáveis. 
No topo das minhas preferências está a One, Lanidor, Salsa, Tiffosi, Parfois...fiquei surpreendida e completamente rendida à Sonne Butti, Scripta, Ria…

Feira de Artesanato de Vila do Conde 2016

Wonder Laces - mais um exemplo do que bem se faz em Portugal

Nasceu para dar uma nova vida às sapatilhas que temos em casa, desafiando - através de aplicações - a criatividade e o estilo pessoal de cada um, de uma forma simples e económica. Chama-se WONDER LACES e é a primeira empresa portuguesa a dar resposta a uma nova tendência de moda estilizada. A WONDER LACES tem à frente Madalena Ruão Garcez, fundadora e gestora da marca que criou em Março deste ano. A responsável explica que a ideia surgiu pelo facto de ser uma apaixonada pelo mundo da moda e que, após um estudo de mercado, descobriu que não havia, em Portugal, nenhuma marca que disponibilizasse aplicações para calçado: “Perante a nova tendência de moda com recurso a aplicações, percebemos que existia uma lacuna no mercado português, uma vez que, não existia nenhuma marca com acessórios para sapatilhas. A WONDER LACES surge com esta missão e com o intuito de dar uma nova vida, não só, às sapatilhas, mas também, ao calçado em geral, de uma forma criativa, prática e económica. Atacadores, …