Avançar para o conteúdo principal

Sensações e emoções



Claro que sempre existem excepções à regra mas, na minha opinião, esta sociedade está cada vez mais a transformar-se numa autêntica selva, onde a lei da sobrevivência é vista à luz de passar por cima de tudo e todos sem olhar a meios para atingir os fins!
Se cada um se preocupasse com a sua vida, espalhando amor e sorrisos, sem nunca ter segundas intenções, abrindo o coração de forma pura, estendendo a mão a quem mais precisa, ter uma alma verdadeira e uma essência própria o mundo seria um lugar muitoooo melhor!!!!!!!

O que é feito das verdadeiras amizades?

Confesso que já me enganei bastante em relação a muitas pessoas que considerava como verdadeiras amigas mas acabaram-me por me desiludir bastante. Isto porque um dia a máscara cai e quando assim acontece corto logo o mal pela raiz. Se há coisa que prezo é a amizade...saber que temos alguém com quem contar em todos os momentos, sem nenhum interesse, simplesmente porque de alguma forma se identificam connosco e criamos uma empatia e laços duradouros.
Sim tenho uma amizade de longa data...já lá vão quase 18 anos e considero-a a mana que eu nunca tive...adoro-a com todas as forças do meu coração e ela sabe disso porque o sentimento é recícproco, pois mesmo que esteja em baixo se ela precisar guardo a minha dor no bolso e vou ter com ela para a ajudar.
Também tenho outros amigos mais recentes, outros já com seis anos, são poucos mas são muito bons. Este ano foi mesmo feito de mudanças porque fiz delete a muita gente que valia zero e eu andava tapadinha porque tenho sempre aquela ideia de que toda a gente é boa pessoa. Mas começei a abrir os olhos! Em boa hora o fiz!

Onde está a compaixão e gratidão pelo próximo?

Se há coisa que abomino e me tira do sério são as pessoas ingratas que só olham para o seu umbigo e mesmo que em tempos já as tenhamos ajudado, quando precisamos querem lá saber...assobiam para o lado, viram as costas e sigaaaa. Ah como isso me revolta! Infelizmente lidei de perto com casos destes, não só comigo como com os meus e confesso que me magoa mais quando o fazem às pessoas que eu amo, como, por exemplo, os meus pais, o meu marido e amigos mais fiéis. Fico podre, apetece me partir tudo, dar um valente sopapo na cara desse escroque mas, no fundo, não vale a pena....a soluçao? Dar ao desprezo total e absoluto porque cá se fazem, cá se pagam. Acredito muito na lei do karma e na justiça divina. E, por isso, entrego isso nas mãos de Deus.

Dez mil animais abandonados por ano?

Quem me conhece sabe da minha paixão avassaladora pelos animais...por eles faço tudo porque são dos seres mais puros e lindos deste mundo. Um animal nunca te trai, um animal nunca te abandona, um animal está sempre pronto a dar-te carinho e miminho, um animal é a melhor companhia e o nosso melhor amigo...e por isso não entendo como há monstros capazes de os abandonar em qualquer viela, dar-lhes maus tratos ou, pior ainda, tortura los até à morte. Vejo cada caso que me deixa de coração partido e sobretudo por saber que por ano em Portugal são abandonados cerca de dez mil animais. Mas que gente é esta meu Deus? Se pensarmos bem...se há pais que maltratam e até matam os seus proprios filhos (aiiiiii jesus) então quando se trata de animais fazem igual ou pior....

Fico contente por finalmente ter sido aprovado e publicaod no DR a lei que pune o abandono e maus tratos mas mesmo assim acho brandos demais os castigos...para mim é fazer lhes o mesmo porque quem não gosta de animais não gosta de pessoas...por aí se vê muito o carater de alguém!

Para quê tanta inveja, intrigas e falsidade?

No mundo atual cada vez a inveja, intrigas, o diz que disse, a falsidade se apoderam das pessoas, moldando-as ao ponto de as transformarem em verdadeiros escroques que só andam neste mundo para incomodar os outros. Há pessoas que se alimentam da infelicidade alheia. Mas como é que isto é possível? Coloco as mãos na cabeça e não encontro resposta para isto! E a inveja? Uiii isso é por demais...invejam te por qualquer coisa, mesmo que seja algo de insignificante motiva logo uma multidão de olho gordo....então quando estás a ter sucesso em alguma área da tua vida é aos montes, por isso, o melhor devemos sempre guardar para nós. Este é um velho conselho que me deram há muitos anos e faço questão de o colocar em prática. Aos que me invejam ou me tentam apunhalar pelas costas digo lhes: façam melhor porque ainda estou de pé e podem crer que nunca me irão derrubar porque a minha força interior ninguém me tira!



Comentários

Mensagens populares deste blogue

Marcas portuguesas de roupa, acessórios, calçado e lingerie

Porque o que é Nacional é bom (este sempre foi um dos meus lemas, lutar e diovulgar aquilo que de melhor se faz no nosso país) andei a fazer uma pesquisa intensiva na internet e deparei me com todas estas marcas portuguesas, na sua maioria expandidas além-fronteiras. Grande parte já conhecia mas outras não e fiquei admirada pela qualidade e beleza das suas coleções. Claro que existem muitas mais mas o post já estava a ficar muito extenso e então selecionei apenas estas! Afinal nós somos muito bons no que fazemos...temos é deixar de lado aquela mentalidade de "coitadinhos" e arriscar, seguir em frente, sem nunca olhar para trás. Estas marcas são a prova disso mesmo. Resultaram do arrojo de pessoas como nós que tinham um sonho e lutaram por ele. Hoje são um caso de sucesso. Uma vénia e aplausos para todos os seus responsáveis. 
No topo das minhas preferências está a One, Lanidor, Salsa, Tiffosi, Parfois...fiquei surpreendida e completamente rendida à Sonne Butti, Scripta, Ria…

Feira de Artesanato de Vila do Conde 2016

Wonder Laces - mais um exemplo do que bem se faz em Portugal

Nasceu para dar uma nova vida às sapatilhas que temos em casa, desafiando - através de aplicações - a criatividade e o estilo pessoal de cada um, de uma forma simples e económica. Chama-se WONDER LACES e é a primeira empresa portuguesa a dar resposta a uma nova tendência de moda estilizada. A WONDER LACES tem à frente Madalena Ruão Garcez, fundadora e gestora da marca que criou em Março deste ano. A responsável explica que a ideia surgiu pelo facto de ser uma apaixonada pelo mundo da moda e que, após um estudo de mercado, descobriu que não havia, em Portugal, nenhuma marca que disponibilizasse aplicações para calçado: “Perante a nova tendência de moda com recurso a aplicações, percebemos que existia uma lacuna no mercado português, uma vez que, não existia nenhuma marca com acessórios para sapatilhas. A WONDER LACES surge com esta missão e com o intuito de dar uma nova vida, não só, às sapatilhas, mas também, ao calçado em geral, de uma forma criativa, prática e económica. Atacadores, …