sexta-feira, 30 de outubro de 2015

Uma vénia aos atletas paralímpicos

Portugal voltou a ser notícia pelas medalhas conquistas recentemente nos Mundiais Paralímpicos, comprovando-se, uma vez mais, o valor destes atletas com uma força avassaladora e que transformaram as suas fraquezas em grandes virtudes. Pena é o pouco apoio que quem de direito presta a este desporto, enquanto uns ganham milhões estes ficam-se pelos tostões. Mal da sociedade mas o reconhecimento de grande parte dos portugueses chega através das redes sociais, com a partilha de todas estas conquistas importantes, porque no que toca aos meios de comunicação social muitas ficam-se apenas por uma pequena nota de rodapé. Não são notícias que abram telejornais. E pergunto: porquê? Será que não merecem o mesmo tratamento dos outros atletas? Merecem sim. Merecem isso e muito mais. Porque são pessoas que têm problemas, seja de que nível for, mas conseguem ser autênticos campeões no sentido literal da palavra. Ultrapassaram preconceitos, estigmas impostos pela sociedade, fizeram-se mais fortes, e quando estão em prova não se notam quaisquer diferenças em termos de luta. Talvez até sejam muito mais aguerridos porque durante aquele tempo sentem-se capazes de conquistar o céu e se conseguem de fato vencer os outros adversários então aí a felicidade não se mede por palavras. Não há um dicionário capaz de traduzir tamanhas emoções vividas por verem elevado não só o seu nome como o de Portugal, a sua pátria. São fortes, corajosos, seres humanos de grande nível e um exemplo para todos nós. Isto porque se a maioria fica aterrorizada e paralisa perante a mínima dificuldade, fazendo disso uma gota no oceano, estes desportistas encontraram uma forma invejável de se superarem seja na competição como nas suas próprias vidas. São gigantes. Enormes. E mereciam um outro tratamento por parte do Governo e demais entidades. Sei que não vivem para isso mas para competir a este nível é preciso apoio, que muitos não têm, chegando a pagar dos seus bolsos para treinarem e, assim, puderem estar na sua melhor forma para quando chegar o dia D.
De minha parte faço uma vénia a todos os atletas paralímpicos, aplaudindo-os de pé, com um rasgado sorriso e um grande "obrigada" por nos ensinarem tanta coisa, fazendo ver que somos capazes de tudo quando realmente estamos imbuídos do espírito de conquista. Parabéns a todos, mesmo os que não sobem ao pódio, porque na pista são uns valentes. Superam-se. Saltam barreiras. Contornam obstáculos. E são o exemplo vivo de que com querer, suor, sacrifício podemos chegar muito mais longe.

Sem comentários:

Enviar um comentário

AQVA, dermacosméticos com água termal portuguesa

Tal como acontece com outras instâncias termais internacionais - de que são exemplo a Avene, Vichy, La Roche Posay e a Uriage - também as T...