Avançar para o conteúdo principal

Um virar de página...

A vida tem destas coisas, trazendo-nos alguns males que vêem por bem, como já dizia a minha avó. Há dias fechou-se um capítulo da minha vida, que já durava há 15 anos, ao qual já estava praticamente acomodada e que, bem lá no fundo, sabia que não iria sair da cepa torta. Era uma situação de profundo desgaste psicológico, com consequência ao nível da minha saúde, mas eu não podia fazer nada para combater esse mal porque caso contrário era pior a emenda do que o soneto. Já estava farta...pelos cabelos...já estava no meu limite...e por obra do acaso, ou com a força da mão divina, fechou-se este capítulo por vontade de outrém, o que me traz algumas vantagens e posso finalmente respirar de alívio, porque, por mais incrível que pareça, é uma sensação de plena libertação após décadas de pés e mãos amarradas.
Agora é virar a página e seguir em frente. Sei que tenho em mim a força necessária para esta reviravolta, que há tanto tempo desejava, mas pelo meio terei de ser muito forte, e sei que o vou conseguir. Não vai ser fácil mas felizmente tenho muito apoio, tanto da minha família como de amigos verdadeiros. Por isso, sem medo nem receios, vou seguir por outro caminho, pronta para a mudança que só me fará bem e a minha saúde também agradece.
Deus fechou-me uma porta mas sei que vai abrir-me a tão desejada janela, através da qual poderei concretizar novos sonhos e partir em buscas de outras conquistas a nível pessoal e profissional. Por estranho que pareça a tristeza já desapareceu...agora estou a recompor-me e dentro em breve estarei no meu melhor, pronta para o que der e vier. Sei que há algo de muito melhor à minha espera...pode demorar mas eu sou paciente e vou manter-me tranquila, sem nunca cruzar os braços.

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Marcas portuguesas de roupa, acessórios, calçado e lingerie

Porque o que é Nacional é bom (este sempre foi um dos meus lemas, lutar e diovulgar aquilo que de melhor se faz no nosso país) andei a fazer uma pesquisa intensiva na internet e deparei me com todas estas marcas portuguesas, na sua maioria expandidas além-fronteiras. Grande parte já conhecia mas outras não e fiquei admirada pela qualidade e beleza das suas coleções. Claro que existem muitas mais mas o post já estava a ficar muito extenso e então selecionei apenas estas! Afinal nós somos muito bons no que fazemos...temos é deixar de lado aquela mentalidade de "coitadinhos" e arriscar, seguir em frente, sem nunca olhar para trás. Estas marcas são a prova disso mesmo. Resultaram do arrojo de pessoas como nós que tinham um sonho e lutaram por ele. Hoje são um caso de sucesso. Uma vénia e aplausos para todos os seus responsáveis. 
No topo das minhas preferências está a One, Lanidor, Salsa, Tiffosi, Parfois...fiquei surpreendida e completamente rendida à Sonne Butti, Scripta, Ria…

Feira de Artesanato de Vila do Conde 2016

Wonder Laces - mais um exemplo do que bem se faz em Portugal

Nasceu para dar uma nova vida às sapatilhas que temos em casa, desafiando - através de aplicações - a criatividade e o estilo pessoal de cada um, de uma forma simples e económica. Chama-se WONDER LACES e é a primeira empresa portuguesa a dar resposta a uma nova tendência de moda estilizada. A WONDER LACES tem à frente Madalena Ruão Garcez, fundadora e gestora da marca que criou em Março deste ano. A responsável explica que a ideia surgiu pelo facto de ser uma apaixonada pelo mundo da moda e que, após um estudo de mercado, descobriu que não havia, em Portugal, nenhuma marca que disponibilizasse aplicações para calçado: “Perante a nova tendência de moda com recurso a aplicações, percebemos que existia uma lacuna no mercado português, uma vez que, não existia nenhuma marca com acessórios para sapatilhas. A WONDER LACES surge com esta missão e com o intuito de dar uma nova vida, não só, às sapatilhas, mas também, ao calçado em geral, de uma forma criativa, prática e económica. Atacadores, …