segunda-feira, 1 de junho de 2015

Crianças - o melhor do mundo

Já dizia o nosso Fernando Pessoa que o melhor do mundo são as crianças e não podia concordar mais com esta afirmação. Hoje e sempre é o dia deles, desses seres lindos e tão sinceros, cheios de vida, com energia para dar e vender, e que nos enchem o coração e a alma com os seus sorrisos e gargalhadas. Confesso tenho muitas saudades dos meus tempos de infância porque mesmo passando por muitas dificuldades (não tínhamos casa de banho dentro de casa, tomava banho numa bacia, dormia num divã no quarto dos mais pais, separado por uma cortina) tive sempre muito amor, carinho, conforto e nunca me faltou nada. Aprendi muito com as minhas duas mães e ainda hoje conservo todos os valores que me transmitiram...a elas devo a mulher que sou hoje.

Uma pessoa com o coração do tamanho do mundo, que vive com a felicidade do seu semelhante, sabe dar e repartir, não gosta de sentimentos feios e mesquinhos como a inveja, mentira, falsidade, entre outros, e acima de tudo sabe ser simples e humilde. Muitos já me pisaram (a vida é mesmo assim) mas nunca ripostei, nem pensei em ódios e vinganças....não me ensinaram a ser assim....ensinaram-me a perdoar para ficar em paz, a esquecer, dar ao desprezo e entregar tudo nas mãos de Deus. "Cá se fazem, cá se pagam", esta é uma das máximas da vida da qual nunca me esqueço.


Sou mulher, menina e criança por dentro...ela está aqui bem viva e não são os meus 35 anos que a vão aniquilar....é tão bom ser criança...soltar as asas e dar largas à imaginação...nunca devemos deixar morrer a criança que há em nós. Ela é que nos mantém vivos por dentro e nos faz sorrir e ter coragem perante as adversidades.

As crianças são o futuro e dado ao que se tem assistido (casos de bullyng gravíssimos) preocupa-me bastante a forma como os jovens estão a crescer e a ser educados....não sei de quem é a culpa mas preocupa-me mesmo muito...como serão estes jovens no futuro? Esta é a minha incógnita e não consigo encontrar uma resposta.

Ainda não sou mãe mas quando for vou-me regir pela educação linda que recebi. Acho que os pais têm o dever e obrigação de lhes transmitir o melhor do mundo, que passam pelos valores, educação e princípios de vida, e preocuparam-se menos com materialismos...esse é o caminho errado....muitos jovens já com telemóveis topo de gama, outro só querem roupa de marca e por aí fora....eles não podem ter tudo de mão beijada, têm de aprender que para conseguir as coisas é preciso lutar e muito!

Pelo menos foi assim que me ensinaram e agradeço muito por isso....fez de mim uma pessoa diferente que sabe bem com os olhos do coração...daí a minha capacidade de luta, nenhum obstáculo me deixa estática, consigo reagir e com uma força que vem não sei de onde ultrapassar mais uma batalha. A minha vida sempre foi assim e continuará a ser...sou uma guerreira, cansada, por vezes, mas que aceitou esta condição de braços abertos! Materialismos a  mim não me dizem nada....o melhor de cada ser está lá dentro, num local onde todos procuram e poucos encontram.

Sem comentários:

Enviar um comentário

AQVA, dermacosméticos com água termal portuguesa

Tal como acontece com outras instâncias termais internacionais - de que são exemplo a Avene, Vichy, La Roche Posay e a Uriage - também as T...