quarta-feira, 25 de novembro de 2015

Tudo por inteiro

Quem me conhece sabe que não sou de metades. Por vezes até sou um pouco radical porque para mim é o tudo ou nada. Não gosto de meias palavras, meias verdades, coisas que ficam por dizer ou fazer. Gosto do agora, do momento, de agir, não suporto a estagnação, a rotina, o melodrama. Tudo por inteiro como eu costumo dizer para evitar mal-entendidos e, sobretudo, problemas desnecessários quando muitas coisas se resolvem através do diálogo, das opiniões sinceras, sem medo de represálias.
Gosto de quem defende aquilo em que acredita, que luta pelo que quer, que não deixa nada a meio, optando por dar um passo de cada vez, honrando a sua palavra e os compromissos assumidos.

Sem comentários:

Enviar um comentário

AQVA, dermacosméticos com água termal portuguesa

Tal como acontece com outras instâncias termais internacionais - de que são exemplo a Avene, Vichy, La Roche Posay e a Uriage - também as T...