Avançar para o conteúdo principal

Amuletos e seu significado


Desde a Antiguidade que o Homem usa amuletos de proteção, cada um com a sua simbologia própria. Existem inúmeros, com as suas propriedades particulares mas uma coisa que nunca se podem esquecer é de os energizar, caso contrário não funcionam na perfeição. 
Para isso basta passá-los por sal grosso em água corrente, deixa-los durante a noite a apanhar a energia da lua e, no dia seguinte, a luz do sol. Depois é usar de acordo com as necessidades, sem nunca deixar que ninguém lhes toque para não os "contaminar" com más energias.
Aqui seguem alguns exemplos:



Elefante: muito usado para atrair riqueza e prosperidade. Algumas pessoas trazem-no na mala ou porta-chaves. O mais comum é ter em casa ou trabalho sobre a mesa. Em geral, ficam de costas para a porta de entrada, pois dizem que nesta posição atrai sorte.

Figa: é um dos amuletos de proteção mais usados em todo o Mundo, diz-se que começou por ser usada pelos Romanos e pelos Etruscos, que a associavam à fertilidade e que a usavam, principalmente as mulheres e as crianças, para garantir a saúde. Em italiano é chamada "Mano Fico", sendo que mano significa mão e fico significa figo, e a figueira é uma árvore associada à fertilidade e aos órgãos sexuais femininos. Com a chegada do Cristianismo, a figa deixou de ser associada à fertilidade, pois o corpo deixou de ser visto como uma coisa bela, passando a estar associado ao pecado. Por representar um "gesto feio", a figa passou a ser usada como uma armadilha para atrair as atenções do Diabo, que não resistiria a olhar por ser atraído para tudo o que era obsceno. Dessa forma, a pessoa que usasse uma figa consigo estaria a salvo, pois o Diabo olharia para a figa e não para ela. Assim, os cristãos passaram a usar a figa como uma forma de se protegerem de todo o mal e por essa razão este amuleto tornou-se tão popular, afastando o mau olhado, a inveja e todas as energias negativas que sejam lançadas sobre a pessoa que traz a figa.

Sol: é um dos símbolos universais de prosperidade, sorte e protecção. Em muitas culturas, o sol simbolizava a vida, as divindades e o ouro. Ter um sol sempre à vista, representa ter luz no ambiente.


Peixes: para os orientais é um símbolo de riqueza e abundância. Podem também significar fertilidade.

Lua: é uma figura que traz protecção e amor. Pode ser usado em quadros, tecidos, ou como pingente
Pomba: símbolo da paz. Ter dentro de casa uma estatueta com este pássaro é trazer tranquilidade para família. Para muitos, é um símbolo de espiritualidade.
Moedas da sorte: representam riqueza e bens materiais. Atraem bons negócios e prosperidade. É muito comum ter em casas orientais três moedas chinesas presas no meio por um cordão vermelho.

Buda: a imagem de Buda é símbolo de fortuna, paz e felicidade. Entre as várias imagens de Buda, existe uma que é conhecida como Buda da riqueza, aquele que está sempre a sorrir. Este Buda deve ser colocado num pires com moedas ou arroz. Irá atrair sorte, fortuna e alegria.

Olho Turco: usado como talismã de protecção contra o olho gordo. Para muitos, pode ser usado para atrair sorte

Olho de cabra: são sementes de uma árvore, usadas para afastar inveja e atrair sorte.

Trevo de quatro folhas: é um dos símbolos mais antigos para atrair boa fortuna. Dizem que quem acha um trevo de quatro folhas terá sorte eterna.

Fita do Senhor do Bonfim: originário da Bahia, a fita do Senhor do Bonfim é usada por todos para atrair sorte e aquilo que for pedido nos três nós que são dados enquanto prendemos a fita no braço. Dizem que tem mais força quando nos é oferecida.


Estrela de David: é uma estrela de seis pontas que usada junto ao corpo ou em casa atrai a protecção e a prosperidade.
Ferradura: muito usada atrás das portas de residências e comércio para atrair sorte e cortar com a negatividade.

Sapo da fortuna: muito usado para atrair riqueza. É claro que existem muitos outros símbolos de sorte. Use aqueles que você realmente acredita que irá atrair sorte para você e sua vida. 

Infinito: O oito deitado é o símbolo do infinito, do que não tem princípio nem fim. Significa também esplendor, plenitude, grandeza, imensidade, infinidade. Psicologicamente é o momento da consciencialização de que o EU SOU Deus, isto é, Ser, Vida, Consciência. Significa que está a evoluir, a avançar para Deus.

Om: o som Om é considerado pelos Hindus como o mantra mais poderoso e sagrado. Considera-se o som primordial da criação do Universo, que contém todos os sons, palavras, linguagens e mantras. Considera-se ser a raiz do Universo, que continua a manter tudo unido.

Mão de Fátima: símbolo de poder, força e protecção. A mão representa os 5 pilares do Islão, e o nome Fátima vem da filha de Muhammad, Fatima Zahra, que para os Muçulmanos é considerada santa e sem pecado, tal como a Virgem Maria para os Católicos.

Chave: as chaves representam a união entre o Céu e a Terra, pois relacionam-se com a autoridade da Igreja católica, e a capacidade de unir e absolver dos pecados. Muitas religiões utilizam este símbolo para favorecer situações que envolvam mudanças.







Comentários

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

Marcas portuguesas de roupa, acessórios, calçado e lingerie

Porque o que é Nacional é bom (este sempre foi um dos meus lemas, lutar e diovulgar aquilo que de melhor se faz no nosso país) andei a fazer uma pesquisa intensiva na internet e deparei me com todas estas marcas portuguesas, na sua maioria expandidas além-fronteiras. Grande parte já conhecia mas outras não e fiquei admirada pela qualidade e beleza das suas coleções. Claro que existem muitas mais mas o post já estava a ficar muito extenso e então selecionei apenas estas! Afinal nós somos muito bons no que fazemos...temos é deixar de lado aquela mentalidade de "coitadinhos" e arriscar, seguir em frente, sem nunca olhar para trás. Estas marcas são a prova disso mesmo. Resultaram do arrojo de pessoas como nós que tinham um sonho e lutaram por ele. Hoje são um caso de sucesso. Uma vénia e aplausos para todos os seus responsáveis. 
No topo das minhas preferências está a One, Lanidor, Salsa, Tiffosi, Parfois...fiquei surpreendida e completamente rendida à Sonne Butti, Scripta, Ria…

Wonder Laces - mais um exemplo do que bem se faz em Portugal

Nasceu para dar uma nova vida às sapatilhas que temos em casa, desafiando - através de aplicações - a criatividade e o estilo pessoal de cada um, de uma forma simples e económica. Chama-se WONDER LACES e é a primeira empresa portuguesa a dar resposta a uma nova tendência de moda estilizada. A WONDER LACES tem à frente Madalena Ruão Garcez, fundadora e gestora da marca que criou em Março deste ano. A responsável explica que a ideia surgiu pelo facto de ser uma apaixonada pelo mundo da moda e que, após um estudo de mercado, descobriu que não havia, em Portugal, nenhuma marca que disponibilizasse aplicações para calçado: “Perante a nova tendência de moda com recurso a aplicações, percebemos que existia uma lacuna no mercado português, uma vez que, não existia nenhuma marca com acessórios para sapatilhas. A WONDER LACES surge com esta missão e com o intuito de dar uma nova vida, não só, às sapatilhas, mas também, ao calçado em geral, de uma forma criativa, prática e económica. Atacadores, …

Portugal não está a arder, está a ser queimado!

Esta frase que alguém escreveu no facebook traduz tudo aquilo que me vai na alma perante o inferno de chamas que deflagra no nosso país desde ontem. "Portugal não está a arder, está a ser queimado"! Concordo plenamente porque só a mão criminosa de monstros que lucram com toda esta tragédia é capaz de ativar mais de 500 focos de incêndio por todos os distritos, à excepção de Beja e Faro, os únicos que escaparam a este inferno. Só peço que as autoridades investiguem a fundo, tenham mão pesada sobre os criminosos. Mudem a legislação. Façam-nos pagar bem caro por todo o mal que provocaram e vão continuar a provocar caso nada seja feito. E também não nos podemos esquecer das alterações climatéricas. Agora já não temos quatro estações. Ou está muito frio, ou está muito calor. Já não há fases intermédias para nos adaptarmos. Temos de acompanhar esta evolução, para muito pior como é óbvio. E prevenir. Sempre!




Perante tudo o que li, tudo o que ouvi só me apraz dizer que a culpa não é…