Avançar para o conteúdo principal

MULHER

Sim hoje é o Dia Internacional da Mulher, em homenagem à luta de muitas delas que, ao longo da história, perderam a sua vida ou deixaram a sua marca a lutarem, com toda a garra e determinação, por direitos que lhe eram renegados. A elas o meu bem-haja porque mostraram a sua fibra e não se deixaram abater pelo medo nem pelas represálias. Foram verdadeiras heroínas e merecem ser lembradas para todo o sempre.
Este é para mim o verdadeiro significado desta data, embora haja ainda um longo caminho a percorrer.
A desigualdade de direitos ainda é gritante, designadamente no mercado de trabalho (falo por experiência própria porque durante 15 anos convivi num mundo dominado por homens e senti na pela essa mesma discriminação que para mim é absurda, ridícula e não faz nenhum sentido, e, por isso mesmo, naquela altura "era para o lado que dormia melhor" porque dava completamente ao desprezo e fazia o melhor que podia e sabia).
Claro que as coisas estiveram muito piores, muito já foi conquistado. Há mulheres a ocuparem altos cargos na sociedade, onde mostram que são tão ou mais capazes do que um homem em matéria de chefias. Há mulheres que ficaram eternizadas por causas em que se envolveram e para sempre serão recordadas. Há mulheres que conquistam grandes prémios mundiais em diversas áreas da sociedade. Há mulheres capazes de fazerem ver a um homem toda a sua força interior, mostrando que os têm no sítio como se costuma dizer.
Para estas mulheres a minha vénia. E para aqueles que remam contra a maré também fica a minha admiração, sobretudo as que não se deixam apanhar em rebanhos e mantém-se fiéis a elas próprias. Como em tudo há as más e boas pessoas, conheço muitas mulheres que têm ainda muito a aprender com a vida e que não sabem marcar o seu passo. Falta-lhes estofo. Arrojo. Mas isso não se compra, adquire-se com os ensinamentos da vida.
Costumo dizer que sou uma guerreira, nascida no Berço da Nação, sempre com elmo e espada em riste, porque, assim, a vida me fez. E, orgulho-me disso. Não o digo para me gabar porque sou mesmo assim. Quem me conhece sabe disso. Talvez por isso crie muitas invejas à minha volta, tentam cercar-me, derrubar-me mas de uma coisa podem ter a certeza: nunca o vão conseguir. Porque quem nasceu com luz própria brilha em qualquer lado e não precisa da sombra alheia. Tenho os meus defeitos, como toda a gente, mas se há coisa que não me falta é preserverança, força, frontalidade e capacidade de enfrentar ventos e tempestades. No final acaba sempre por chegar a bonança. O importante é saber esperar.
Para todas as mulheres guerreiras aqui fica a minha homenagem, felizmente conheço algumas, e nunca mudem por nada nem ninguém.

Comentários

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

Marcas portuguesas de roupa, acessórios, calçado e lingerie

Porque o que é Nacional é bom (este sempre foi um dos meus lemas, lutar e diovulgar aquilo que de melhor se faz no nosso país) andei a fazer uma pesquisa intensiva na internet e deparei me com todas estas marcas portuguesas, na sua maioria expandidas além-fronteiras. Grande parte já conhecia mas outras não e fiquei admirada pela qualidade e beleza das suas coleções. Claro que existem muitas mais mas o post já estava a ficar muito extenso e então selecionei apenas estas! Afinal nós somos muito bons no que fazemos...temos é deixar de lado aquela mentalidade de "coitadinhos" e arriscar, seguir em frente, sem nunca olhar para trás. Estas marcas são a prova disso mesmo. Resultaram do arrojo de pessoas como nós que tinham um sonho e lutaram por ele. Hoje são um caso de sucesso. Uma vénia e aplausos para todos os seus responsáveis. 
No topo das minhas preferências está a One, Lanidor, Salsa, Tiffosi, Parfois...fiquei surpreendida e completamente rendida à Sonne Butti, Scripta, Ria…

Feira de Artesanato de Vila do Conde 2016

Passatempo "Mini palete da Sephora"